As 8 dúvidas mais comuns sobre intercâmbio familiar

 

Várias dúvidas passam por nossas cabeça ao organizarmos um intercâmbio familiar e, por ser uma modalidade de intercâmbio ainda pouco difundida, nem sempre achamos as respostas com muita facilidade. Algumas são muito específicas e dependem de cada situação. Nesse artigo, reunimos as dúvidas mais frequentes que recebemos dos leitores a respeito do intercâmbio familiar que fizemos no Canadá. Vamos a elas:

1- Como vocês fizeram com a escola aqui no Brasil? Continuaram pagando?

Acredito que essa pergunta seja muito específica de cada escola. Ao conversarmos na escola de nossas filhas, fomos orientados a preencher documentação  da mesma forma como se as crianças estivessem sendo transferidas de escola. Nesse caso,  será emitido um Histórico Escolar para que possamos matriculá-las na outra escola. Ao solicitar a transferência e emissão de histórico, fizemos observação que o motivo da solicitação era intercâmbio. Como a escola incentiva essa experiência, a vaga de nossas filhas ficou assegurada para o próximo ano. Portanto, como elas não estavam matriculadas, não pagávamos nada aqui no Brasil. Converse com a direção do colégio de seu filho para saber como seriam as regras para garantir a vaga dele quando retornar.

2 – As crianças estudaram em escola pública?

O estudo canadense é subsidiado pelo governo portanto, os estudantes têm gastos apenas com alimentação, materiais de uso individual ( lápis, caderno, etc) e, em alguns casos, com transporte. As escolas públicas são de alto nível estrutural e de ensino também. Mais de noventa por cento dos canadenses estudam nas escolas públicas e as particulares são caríssimas. É importante lembrar que as escolas são públicas para cidadãos canadenses, mas não gratuitas para estudantes de outras nacionalidades.

3- O período cursado no exterior é reconhecido pela escola brasileira ? As crianças perderam o ano letivo?

Para que as escolas brasileiras aceitem o semestre ou ano letivo cursado em escolas canadenses, o MEC – Ministério de Educação e Cultura do Brasil exige que o estudante tenha cursado a carga horária exigida em quatro matérias (inglês, matemática, ciências e estudos sociais). É também altamente recomendável fazer  Educação Física ou esportes. Não há perda de ano letivo se estas exigências e as devidas burocracias forem respeitadas. Além disso, certifique-se na escola que seu filho está frequentando aqui no Brasil, se eles têm alguma exigência específica ( normalmente não há).

 

4- Quanto custa  estudar no Canadá?

Essa é a pergunta mais frequente afinal, gastos são a grande preocupação da família quando estão se preparando para um intercâmbio. No Canadá, o sistema de ensino é regulado pelas províncias, não existindo um órgão federal. De modo geral, as orientações e ensino não variam muito mas, é bom ir ciente de que cada província tem suas próprias regras. O valor anual de uma escola canadense ( para um estudante estrangeiro) varia em torno de CAD$13 mil o elementary school (até o nono ano) a CAD$ 14 mil o high school. Dessa forma, só mesmo fazendo contato com a escola pretendida  para ter o real valor do seu investimento.

5- Como se matricular em uma escola canadense?

Essa é a parte mais difícil e por isso indicamos a assessoria da Agência Canadá Inesquecível. Planeje-se: não há como você simplesmente querer se matricular e pronto. Há prazos que devem ser cumpridos, rigorosamente, formulários e dossiês a serem preenchidos e documentos específicos a serem apresentados. Além disso, as vagas em muitas cidades são disputadíssimas e as escolas irão avaliar o histórico escolar e toda documentação do candidato antes de aceitá-lo. Como já mencionado, a documentação, prazos, condições para admissão dependem de cada escola e província .Após preencher um formulário, anexar foto e histórico escolar (no nosso caso não foi necessária a tradução juramentada devido a um acordo que a Agência Canadá Inesquecível tem com a escola) toda a documentação será revisada pela agência e  enviada para o International High School Program, juntamente com o pagamento do valor correspondente ao tempo do intercâmbio. Após a admissão pela escola, você receberá a Letter of Acceptance , documento fundamental para que você obtenha o visto de estudante.

 

6- Qual documento preciso apresentar na volta ao Brasil para que o tempo de intercâmbio seja aceito pelo colégio brasileiro?

A escola canadense emitirá um relatório detalhado onde constará o desempenho do aluno durante o período que frequentou a escola. Este documento será encaminhado  para o Consulado do Brasil no Canadá ( o nosso foi o de Vancouver) que autenticará esse documento. Essa parte é bastante burocrática e a  Agência Canadá Inesquecível  tomou todas as providências por nós: o histórico das crianças nos foi entregue validado e reconhecido pelo Consulado do Brasil, já prontinho para ser apresentado nas escolas brasileiras. Somente após seu retorno ao Brasil é  que você receberá esse documento (proximadamente uns dois meses) mas isso não impediu a matrícula, apenas ficou pendente um documento.

 

7- Como foi a adaptação das crianças?

Ficar inseguro e com receio de que as crianças não se adaptem ao novo país, à escola, é um sentimento muito comum. Afinal, mudar de escola já é difícil, imagina em outro país, outra língua? Mas elas nos surpreenderam. Como já mencionado no artigo Como são as escolas canadenses , os professores foram atenciosos e acolhedores, o que ajudou muito. As meninas se sentiram bem recebidas e, apesar da diferença da língua, aos poucos foram se comunicando, entrosando e dentro de pouco tempo já estavam enturmadas.  Com a multiculturalidade do país, elas não se sentiram tão diferentes, uma vez que é muito comum ter vários estrangeiros numa mesma sala de aula. Vale ressaltar que nossa filha mais velha, 11 anos na época, já tinha uma noção de inglês ( estudou na Cultura Inglesa por 4 semestres)  e a mais nova, 8 anos, por 2 semestres. É Claro que, em muitos momentos não entendiam muita coisa, compreendiam por gestos ou pelo contexto da situação mas, o desenvolvimento delas foi muito rápido e bem mais simples do que imaginávamos.  A caçula teve um suporte que oferecido aos estudantes internacionais e aos imigrantes, que consiste em um acompanhamento particular, mais ou menos duas vezes por mês, no qual uma professora de inglês faz  jogos e brincadeiras visando o ensino da língua. E tudo isso dentro do horário da aula e incluso no valor que pagamos pelo International High School Program.

Momentos de choro e manha ocorreram mas, nada que um colo e um bom papo não resolvessem. Além disso, o Canadá se orgulha muito de ser um país rico em diversidade cultural, resultando em um bom acolhimento dos estrangeiros por lá.

8- Como é o custo de vida no Canadá?

Outra resposta que vai depender  muito da cidade escolhida (como em qualquer lugar no mundo) até porque, os impostos variam de província para província. Além disso, depende do perfil da família e o do estilo de vida que pretendem adotar lá: vão ficar em homestay ou irão alugar um imóvel? Usarão transporte coletivo ou vão comprar/alugar carro? Pretendem fazer as refeições em casa ou em restaurantes? Frequentarão restaurantes ou viajarão com frequência? Respondidas essas perguntas, deem uma pesquisada em supermercados, restaurantes etc na cidade em que ficarão. No geral, porém, achamos o custo de vida um pouco mais elevado que o nosso aqui no Brasil ( tendo Belo Horizonte como referência) mas nada que um bom planejamento e organização não deem um jeito.

2 ideias sobre “8 Dúvidas sobre Intercâmbio Familiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *