MUSEU DE FREUD EM LONDRES: O ÚLTIMO ENDEREÇO DO PAI DA PSICANÁLISE

MUSEU DE FREUD EM LONDRES: O ÚLTIMO ENDEREÇO DO PAI DA PSICANÁLISE

10 de julho de 2018 0 Por Kenia Fiuza

O museu de Freud em Londres é visita obrigatória para os apaixonados pela Psicanálise, profissionais da área ou  simplesmente para os curiosos sobre a vida do pai da Psicanálise. Museu pouco conhecido até mesmo pelos “londoners” guarda preciosidades da vida de Sigmund Freud como o famoso divã, onde mais de 500 pacientes se sentaram e se submeteram a técnica da associação livre através da qual Freud analisava e auxiliava seus pacientes.

O Museu de Freud:

Trata-se da casa onde Freud passou o último ano de sua vida juntamente com sua mulher Marta, a cunhada Minna e a filha Anna.  A casa foi construída em 1920 e fica no bonito bairro londrino de Hampstead.

Em 1938 Freud, que era de família judaica, teve que sair ás pressas de Viena  por causa do nazismo que se alastrava e já havia lhe causado muitos problemas. Após uma temporada preso e tendo alguma de suas obras queimadas, Freud que estava com a saúde debilitada devido a um câncer na boca, mudou-se para Londres com a ajuda de seus filhos e amigos que já estavam em Londres. E ali viveu o último ano de sua vida e, apesar da saúde frágil, atendeu pacientes e continuou seus estudos e pesquisas.

img_8494

Logo na entrada do Museu você receberá um pequeno guia explicando cada cômodo e objeto.  À sua direita haverá um armário com  o sobretudo, sapatos, guarda chuvas e outros objetos pessoais do psicanalista, além de algumas fotos da família.

 

 

 A lojinha do Museu, onde é o comprado o ticket, fica no térreo da casa, bem no fundo próximo ao jardim onde Freud gostava de passar as tardes na companhia de seu cão Jofi, presente de sua filha Anna Freud.   Também no térreo ficam o escritório e a biblioteca, partes mais importantes da casa, e a sala de jantar de Freud.  Todos os móveis, artefatos decorativos e livros foram trazidos de Viena, uma preocupação da família para que Freud sentisse menos a mudança em sua vida.

Freud era fascinado por arte grega, egípcia e oriental. Suas caminhadas diárias em Viena terminavam, frequentemente, em lojas de antiguidades onde a maioria de suas peças foram adquiridas.

Sua biblioteca é composta por uma grande variedade de livros  que incluíam, além de obras científicas, muita literatura (por causa de sua paixão por Dom Quixote aprendeu espanhol, pelo simples prazer de ler a obra em seu idioma original), filosofia e história.

img_8479

Escrivaninha de Freud com alguns objetos de sua coleção

img_8480

Biblioteca com vários exemplares e mais artefatos de sua coleção

img_8482

Lareira do escritório

No seu escritório também está o objeto mais famoso do museu: o divã! Coberto por almofadas e tapetes orientais, era ali que seus pacientes se sentavam. Freud gostava de ficar na cadeira verde ao lado do divã, de forma que o paciente não o visse. Segundo ele, isso facilitava ao paciente se entregar ao fluxo de seu próprio pensamento, fundamental para seu método de análise. Logo em frente, sua escrivaninha com vários artefatos decorativos e cadeira de estilo diferenciado.

img_8475

O famoso divã

img_8474

Escrivaninha com cadeira com design especial para Freud

img_8478

Destaque para a cadeira verde onde Freud se sentava para escutar seus pacientes

Subindo para o primeiro andar, estão a  sala de Anna Freud , a única dos seis filhos de Freud que seguiu os passos do pai, e a sala de vídeos.  Na sala de Anna estão sua escrivaninha e o divã e alguns de seus objetos pessoais, fotos, quadros e explicações sobre a vida e carreira da psicanalista especialista em Psicanálise Infantil. Anna morou na casa até 1982, ano de sua morte e era um desejo seu transformar aquela casa em museu para homenagear o pai.

Há também uma sala onde acontecem exposições temporárias que  variam entre exibições com o tema Freud, arte contemporânea e literatura. Um vídeo com cenas da família e também de Freud falando sobre suas pesquisas é exibido no video room.

Anna Freud - viagemeintercambioemfamilia

Fotos e pequeno resumo sobre a história de Anna Freud

 

img_8502

Escrivaninha e divã de Anna Freud

img_8501

Objetos pessoais da psicanalista

 

Informações:

Endereço: 20 Maresfield Gardens, London NW3 5SX, Reino Unido

Aberto de quarta a domingo – 12:00 hs ás 17:00 hs

Valor: 15 Libras (crianças até 12 anos não pagam)

Áudio guia: 2 Libras – há versão em português mas, caso você não queira áudio guia, as informações (em inglês) constantes em cada cômodo do museu são suficientes para aprender um pouco mais sobre a história de Freud.

Dica: A visita ao museu faz parte da promoção “2 for 1” da National Rail. Nessa promoção, duas pessoas podem aproveitar a atração pelo preço de uma. Para isso, você deve ter chegado a Londres em algum dos trens da empresa (não importa a origem) e apresentar o ticket de embarque. Várias atrações na cidade fazem parte dessa promoção. Para maiores informações consulte national rail.