Natal: dicas para aproveitar a cidade e região.

Natal: dicas para aproveitar a cidade e região.

13 de fevereiro de 2019 0 Por Kenia Fiuza


Natal e região têm belíssimas praias e para que você possa aproveitar de tudo um pouco, contamos aqui nossa experiência na bela cidade do sol.

Praia de Ponta Negra: o cartão postal de Natal.

Para começar, conheça a Praia de Ponta Negra, uma das mais conhecidas da cidade. Com um mar tranquilo e boa estrutura de barracas e banheiros, vale a pena deixar passar um dia ali. Por ser a praia urbana mais procurada por turistas, costuma estar bem cheia.

A maioria das barracas cobra R$20,00 pelo uso de mesa, quatro cadeiras e guarda sol ( janeiro de 2019). Os valores de bebidas e petiscos variam pouco de uma para outra ,portanto, não perca muito tempo :escolha uma que te agrade e aproveite!

Há várias lojinhas de souvenirs e alguns restaurantes no calçadão nessa região o que a torna uma opção de passeio no fim da tarde. Quer comprar castanhas de caju? Então prepare-se para se esbaldar por aqui.

praia com várias pessoas e duna de areia ao fundo
Cartão postal de Natal: Praia de Ponta Negro e o Morro do Careca

Dica: Quanto mais próximo ao Morro do Careca, melhor será seu banho de mar .


Praia do Cotovelo:

Quer conhecer uma praia bem pertinho de Natal, com um mar morninho, extensa faixa de areia e lindas falésias? Então vá para a Praia de Cotovelo!

A 15 km de Natal, é destino certo para quem quer variar de praia sem muito deslocamento. É possível ir de uber, o que ficará em torno de R$36,00 ida e volta ( valores Janeiro 2019).

Na Praia do Cotovelo há várias barraquinhas e dois restaurantes principais que não só atendem no bar como também dispõem de mesas na areia: o Barramares e o Falésias. Ambos com boa estrutura, sendo que o Barramares conta com piscina e um pequeno parquinho.


Dica: vai fazer o litoral sul de Natal? Então dê uma passada na Praia de Cotovelo. Outra opção é mesclar a Praia do Cotovelo com o tour ao Cajueiro de Pirangi, Barreira do Inferno e Mirante dos Golfinhos .

Praia de Camurupim

Sabe aquela praia que mais parece uma lagoa com água morna e clarinha? Assim é Camurupim, a 35 km de Natal. Ideal para famílias com crianças ou simplesmente para quem quer relaxar e descansar.

Dois grandes e bem estruturados restaurantes estão nessa praia. O cardápio é variado e preço justo. Algumas barraquinhas disponibilizam standup paddle para locação por R$20,00 a hora.

Visite essa praia quando for ao Cajueiro, a Barreira do Inferno, Mirante dos Golfinhos e alguma lagoa da região. Dessa forma seu passeio será ainda mais proveitoso.

Lagoa de Arituba:

A 35 km de Natal, no litoral sul, está a Lagoa de Arituba. Rodeada por árvores e com uma estrutura turística atrativa, o que a torna, definitivamente, parada obrigatória para quem visita a região.

Lagoa de água doce e cristalina é muito procurada pelos turistas que querem conhecer algo mais além das praias do Rio Grande Norte. O local conta com bares e barracas cobertas com palha, redes convidativas em um ambiente aconchegante e tranquilo.

Para os mais animados, há pedalinhos disponíveis para aluguel ( R20,00 por 30 min para 3 pessoas – valores de Jan/2019), SUP , tirolesa e caiaque.

Dica de roteiro: Conjugue a visita da Praia de Camurupim com a Lagoa de Arituba. São bem próximas portanto, você conhecerá dois lugares diferentes sem perder tempo em trânsito. Passamos a manhã na praia e finalizamos o dia tirando o sal do corpo em Arituba.

Passeio de Buggy em Genipabu

O passeio mais famoso da capital potiguar,  portanto, não pode faltar no seu roteiro, seja com ou sem emoção! São dois tipos de passeio:

a) o completo, no qual percorre-se um trajeto maior passando por dunas e lagoas;

b) o de apenas uma hora, que faz basicamente as dunas fixas e móveis de Genipabu.

Como no nosso grupo havia crianças e idosos, optamos pelo último.

Os valores variam muito de acordo com a época do ano e com a empresa contratada. Caso você não queira contratar antecipadamente, no caminho até Genipabu esse passeio é oferecido por várias empresas. Além disso, na própria praia há bugueiros á espera de turistas.

Dromedários e esquibunda:

Durante o passeio de buggy, além de conhecer o parque das dunas ( fixas e móveis) há paradas para fotos e também para curtir algumas atrações. Uma delas, é o passeio de dromedário, com direito a turbantes e véus. A volta de 20 minutos no bichinho custa R$120,00 mas, se você quer apenas tirar fotos com ele, são R$60,00( valores até 30/06/19).

Além disso, fazem paradas no Pargos Club onde você poderá descer de eski bunda ou kamikase , as duas atrações mais radicais do local, por R$15,00 cada escorregada.

Dica: Como o passeio é longo, o tempo em Genipabu acaba sendo pouco para aproveitar uma das praias mais bonitas da região. Sendo assim, separe um dia só para ela.

Por outro lado, caso opte por fazer o passeio menor, você poderá passar o resto do dia na praia de Genipabu. Prepare as pernas para subir as dunas no fim da tarde e assistir um por do sol inesquecível: definitivamente o mais lindo deles!

Pipa e região:

Segundo destino mais procurado por quem visita Natal, Pipa tem vários praias lindas e muita coisa legal pra fazer. Distante 80 km da capital potiguar, o ideal é ficar por lá pelo menos dois dias, já que a noite no vilarejo bem animada.

Praia do Centro e Praia dos Golfinhos

A praia do centro é bem movimentada, repleta de barraquinhas e na maré baixa formam-se piscinas naturais. De fácil acesso, é a preferida dos locais.

A partir da Praia do Centro, a curta caminhada, você chegará à Praia do Curral, mais conhecida como praia dos Golfinhos. Excelente para caminhadas e também para quem está com esperança de ver esses lindos mamíferos dando um show de acrobacias por lá. Quer apreciá-los mais de pertinhos? Então adquira os passeios de barcos para observação de golfinhos.

Praia do Amor:

Recebeu esse nome pelo formato de coração da praia ( melhor visualizado do alto do Chapadão e na maré alta). Tem um clima todo especial, com música ao vivo na areia, redes ao longo da praia e algumas barracas.

Acessamos a praia através do Amô Tapiocaria e Restaurante que fica no Chapadão. O restaurante tem uma estrutura aconchegante com redes, gramado, piscina infantil e ainda vários cantinhos com colchonetes e almofadas.

Na área da piscina são servidos apenas petiscos enquanto no restaurante é servida comida á la carte.

Para chegar até a praia há uma escadaria ( aproximadamente 100 degraus) em meio a uma área verde onde os saguis fazem a alegria dos turistas. A vista de lá é linda, portanto,não deixe de ir.

Finalmente, saindo de Pipa em direção a Natal, dê uma paradinha na laguna de Guaraíras para apreciar mais um por do sol digno da Cidade do Sol.

Parrachos de Maracajaú:

Definitivamente, trata-se de outro passeio imperdível nos arredores de Natal! Os parrachos (piscinas naturais) de Maracajaú ficam a 60 km da capital. Fizemos o passeio com a Passeio Diferenciado  que nos levou até o parque aquático Manoa Park. 

O parque funciona como uma base de apoio: é ali que você pegará a lancha ou catamarã para ir até os parrachos, que ficam a mais ou menos 15 min de lancha, mar a dentro.

Como funciona o mergulho:

Ao chegar nas plataformas de apoio você receberá instruções básicas para o mergulho e equipamentos – snorkel e flutuador – . É possível fazer o mergulho com cilindro, porém há um custo adicional – consulte valores aqui.

O mergulho é incrível: água cristalina, fauna e flora aquática variada! Mas, antes de mais nada, para que seu passeio seja proveitoso, consulte a tábua de marés  para certificar se de que as condições estão ideais para mergulho.

Os mergulhos só são possíveis durante a maré baixa, sendo assim, têm dia e horário certo para acontecer. Além disso, há a influência lunar: a lua cheia é a época em que as marés ficam mais adequadas para os mergulhos em piscinas naturais.

Na dúvida, questione na empresa responsável pelo seu mergulho qual o melhor dia e horário para realizar o passeio.

Você terá em torno de 90 minutos para permanecer no local mergulhando ou na plataforma. Bebidas e petiscos estão disponíveis e wi fi também. Leve dinheiro ou cartão pois, o que for consumido tem que ser pago lá.

Manoa Park:

Assim que retornar do mergulho, é possível passar o dia no Manoa Park que tem uma boa estrutura de parque aquático e restaurante. Antes de mais nada, não espere um mega parque aquático: é um parque gostoso que atende bem aos pequeninos e razoavelmente as crianças maiores.

Dica: você pode ir aos parrachos de catamarã ou lancha. Optamos pela lancha por ser mais rápido uma veze que , a cada 15 min, chegam lanchas trazendo mais turistas. Dessa forma, você aproveitará melhor seu mergulho portanto, chegue cedo.

Dica 2: Quer tirar fotos debaixo d’água mas não tem câmera adequada? Então alugue uma no Manoa Park por R$120,00. Por outro lado, é possível comprar as fotos feitas por fotógrafos que ficam nos parrachos. Dessa forma, basta você mergulhar e se divertir que o fotografo faz o trabalho. Em seguida, dirija-se ao quiosque de fotos do Manoa Park e lá você poderá adquirir sua fotos. O pacote mais simples ( 5 a 10 fotos) custa R$50,00 e são salvas no CD ou direto no seu celular.